Cadê o Bial?

Busca:

"Pi é a marca da censura e a quebra dela.

Quem é Pi? E cadê o Cartas para Bial?

Companheiros, a revolução cresceu! Não a nossa, a dos Realities. Antes, tínhamos apenas o Big Brother Brasil e o Pedro Bial para amar e odiar. Hoje, a coisa mudou de figura, o Cartas ganhou novos colunistas, os realities se multiplicaram não apenas na televisão brasileira como também pelo mundo e a gente pensou que um ou outro poderia ficar enciumado com o nome do blog. Não pode!

Para a companheira Meli, não há hipótese que justifique O Blog não se chamar Cartas para Edgard, já o companheiro Urgh, sempre quis ver um Cartas para Glenda beeeeeeeeeem grandão, depois do sucesso de Hipertensão e o Britto… com uma terceira edição tão promissora e um crescimento bem significativo nos anos seguintes, merecia muito, nem que fosse um bilhetinho "Chove em Itu".

Além disso, o que dizer quando a Deeva LiLo nos questionar sobra a falta de uma homenagem fixa no layout para ela? Por isso tudo, resolvemos homenagear o Pi. Desde 7 de outubro de 2010, o Cartas para Bial passou a se chamar Cartas para Pi. Imagine você que àquela época a gente ainda nem cobria os realities estrangeiros e os estreantes Marcos Mion e Tiago Leifert estavam longe de, com suas estrelinhas particulares, entrarem no mundo dos realities brasileiros. Com certeza, também eles reivindicariam uma menção no nosso título.

Mas, Pi por que? Pi who? Pi, companheiros, é aquele barulhinho que vira e mexe tá na boca das subs quando elas soltam uns palavrões no ar. Pi é trangressão, Pi é revolução, Pi é a marca da censura e a quebra dela, é aqui que a gente fala o que os Deuses dos realities e os Mr. Edição escondem. Pi é Pi, Pi é foda! E já há quase dois anos é assim que você acha a gente "dablio, dablio, dablio ponto cartas para pi ponto com ponto bê erre."